sábado, 5 de dezembro de 2009

O Clima, o Aquecimento Global e a Terra.

O tema aquecimento global que, será debatido estes dias em Copenhaga, Dinamarca, pelos principais líderes mundiais; surge, como um dos principais problemas que qualquer cidadão do mundo considera como preocupante e fulcral para o futuro da humanidade.

Apesar do que é referido na comunicação social, ensinado nas escolas e defendido pelas organizações ecologistas, a verdade é que, a comunidade cientifica não consegue chegar a uma conclusão; principalmente em dois pontos essências: Se o aquecimento é realmente global e se isso se deve à acção humana.

Sei que esta perspectiva causará um coro de protestos, mas não sei se o será por boa informação, ou por intoxicação da comunicação social. Não tenho qualquer dúvida que há uma "agenda" que os "Mídia" desenvolvem, por isso o que escutamos nem sempre é tão livre nem sequer ingénuo.
Não pretendo discutir aqui esta diferença de perspectivas que dividem a comunidade cientifica, remeto-vos para um bom artigo do Pr. Mal Fletcher (www.nextwaveonline.com/comment.asp?ID=265)

A minha abordagem é teológica e sobre tudo escatológicamente confiante.
Apesar de o homem ser irresponsável em muitos aspectos, sei que a Terra não lhe foi entregue, nem tem capacidade para decidir ou determinar o futuro deste planeta.

"A Terra é do Senhor..." Dt.10.14; Sl.24.1; 1ªCo.10.26
É teologicamente errado, ensinar que, pela queda de Adão a terra foi entregue ao diabo, o que se revela uma impossibilidade, pois Deus nunca a havia entregue ao homem.
A única coisa que o diabo adquiriu foi o domínio que, pelo pecado o homem transferiu para Satanás essa função, mas, a qual, o último Adão (Cristo), através da cruz recuperou essa autoridade perdida, para a exercer como Cabeça da igreja em domínio na sua posição à direita de Deus.

Outro aspecto importante de uma escatologia confiante, é a consciência da responsabilidade ecológica que os cristãos têm no mundo, para uma restauração completa de tudo, que é também uma expectativa da própria criação. (Rm.8.21)
Não só nos é restituída a condição de comunhão plena com Deus, tal como tínhamos no Jardim do Éden, como nos é oferecido em Cristo a possibilidade de domínio sobre a criação, não para a sua destruição, mas preservação e restauração. Sl.37.11 "Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na sua abundância de paz"

A minha abordagem a este assunto ecológico e de sobrevivência, não é científico, racionalista ou humanista, mas teológico. É crer em esperança contra a esperança; aquilo que vulgarmente chamamos fé, aquela que o nosso pai Abraão teve e devemos imitar.

Sei que o homem é egoísta, avarento, ambicioso de forma desmedida, etc., mas, também sei, e creio, na providência divina, na garantia Deus não se demitir da sua função de preservar e cuidar da criação estabelecida, do seu domínio que se estende de geração em geração e principalmente cuidar da sua obra mais importante, a terra, onde foi executado o plano restaurador de todas as coisas que conhecemos e desconhecemos através da encarnação do Verbo, da sua morte expiatória e da sua ressurreição que estabelece o vínculo da vitória.

O plano de Deus, não passa pela destruição do planeta terra, mas pela sua preservação e restauração - aliás se o contrário acontecesse a sua vitória sobre Satanás não seria completa.

Como cristãos devemos estar na linha da frente na preservação, conservação e respeito ecológico, num desenvolvimento sustentado, pois, somos apenas mordomos, não donos, da maravilha da criação divina; o planeta terra. Aliás uma das minhas canções preferidas é: "What a Wonderful World" de Louis Armstrong.

A minha perspectiva perante o futuro é de confiança, não tanto pelo que o homem pode ou não fazer, mas porque Deus não permitirá que entremos num descalabro descontrolável de destruição planetária.
Com isto, não deixo de responsabilizar e pressionar quem exerce poder para tomar decisões politico-económicas sustentadas na preservação do nosso mundo.

Como cristão faço a minha parte, quer tendo comportamentos ecológicos, quer confiando em Deus para o futuro deste belo planeta.

Bem-haja

João Pedro

8 comentários:

  1. Parabéns pelo belíssimo artigo, equilibrado e bem embasado.

    Que bom saber que Deus mantém o Cosmos pela Palavra do Seu poder.

    É claro que isso não nos isenta da responsabilidade.

    Forte abraço!

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Bispo e amigo Hermes Fernandes.

    Abraço fraterno

    ResponderEliminar
  3. Uma Terra sem Fim
    Para ti
    e Pra mim
    um Mundo Novo
    Para o Seu Povo

    " Não edificarão para que outros habitem,
    não plantarão para que outros comam;
    porque a longevidade do Meu Povo
    será como a da árvore, e os meus eleitos
    desfrutarão de TODO as obras das suas
    próprias mãos. "

    ResponderEliminar
  4. É isso Timóteo, estamos unidos e determinados a ganhar esta terra para Jesus.

    Bem-haja

    João Pedro

    ResponderEliminar
  5. Boa , Pastor!
    Concordo absolutamente contigo.

    Temos ( Humanidade ) de saber encontrar a nossa posição no mundo, vivendo nele e não pensado que mandamos nele.

    Beijinhos da zona oeste!

    ResponderEliminar
  6. Obrigado Rute.

    Só mais um informação; a zona oeste termina precisamente na figueira.... somos conterrâneos.

    abraço

    ResponderEliminar
  7. Olá tudo bem? Eu tenho interesse em colocar um banner no seu blog.
    Na verdade seria uma troca você colocaria um abnner no meu blog e vice versa entre em contato comigo:
    E-mail: has.25@hotmail.com
    Blog: http://has02.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. EHHHHH

    AMIGO CONTERRÂNEOOOO...nesse caso,

    beijinhos para ti!!! ;o)

    ResponderEliminar